Walter Barelli, foi uma grande personalidade do movimento sindical, um dos principais responsáveis pela consolidação do Dieese como uma entidade reconhecida nacionalmente. Paulistano, nascido em 25 de julho de 1938, filho de um mecânico de manutenção e uma tecelã, formou-se em economia na USP, foi professor universitário e em 1966 tornou-se diretor técnico do Dieese. Barelli ficou no Dieese até 1990. Entre de 1992 e 1994 ...
Após varias reuniões dos jurídicos e peritos contratos, está agendada reunião do SECEFERGS e GRÊMIO, para dia 22/07, as 14h00, na Vice Administrativa. Na reunião o Presidente do SECEFERGS Miguel Salaberry Filho  estará acompanhado do advogado do Sindicato Adenir Maito. Fonte: Imprensa SECEFERGS/UGT/RS ...
Companheiros e companheiras ugetistas, O 4º Congresso Nacional Ordinário da União Geral dos Trabalhadores (UGT), realizado nos dias 30 e 31 de maio, foi, mais uma vez, um enorme sucesso. Eu agradeço a confiança de cada um para seguir presidindo a nossa UGT e, mais do que nunca, conto com a dedicação, o trabalho, a sabedoria e a experiência de cada um. Saímos renovados do Congresso. Apesar do momento político dificílimo que atravessamos, ficou claro que estamos dispostos a superar essa crise. Vencemos uma ba...


Câmara do Deputados, altera 3 pontos da reforma da previdencia, análise segue nesta sexta(12/07)
A Câmara dos Deputados encerrou às duas da madrugada desta sexta-feira, 12/07, a sessão que analisava os destaques da reforma da Previdência. O plenário não conseguiu analisar todas as sugestões de alterações ao texto-base, mas três pontos foram alterados. Ainda faltam oito destaques, que devem ser apreciados em sessão desta sexta-feira(12/07). O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), marcou uma nova sessão para as 9h. Ao fim da sessão, Maia afirmou que havia risco de se votar os próximos destaques com os deputados já cansados. "Tinha risco de um supressivo e já tinham dois partidos obstruindo", disse. "A...

Com 379 votos favoráveis, Câmara aprova texto-base da reforma da Previdência
Os principais pontos do texto-base aprovado: Apenas um dos destaques apresentados ao texto foi votado. Era uma emenda do deputado Wellington Roberto (PL-PB) que pretendia retirar os professores das mudanças impostas pela PEC, mantendo-os nas regras atuais. A emenda foi rejeitada foi 265 votos a 184. Em relação à proposta original do governo, ficaram de fora a capitalização (poupança individual) e mudanças na aposentadoria de pequenos produtores e trabalhadores rurais. Na nova regra geral para servidores e trabalhadores da iniciativa privada que se tornarem segurados após a reforma, fica garantida na Constituição...