Impedida de assumir o Ministério do Trabalho por decisão judicial, a deputada federal Cristiane Brasil (PTB-RJ) na prática já comanda a pasta, exercendo forte influência sobre o ministro interino, o advogado carioca Helton Yomura. Apesar de ter sido indicado à secretaria-executiva do ministério pelo pai da deputada, o presidente do PTB, Roberto Jefferson, na gestão do ministro Ronaldo Nogueira, ...
Só um governo legítimo, eleito pelo voto popular e comprometido com a Nação, poderá recolocar o Brasil nos trilhos do crescimento, do emprego e da inclusão social. E para que haja avanços é preciso fazer também ampla renovação no Congresso Nacional. A avaliação é de Ricardo Patah à Agência Sindical. Ele preside o Sindicato dos Comerciários de São Paulo e a União Geral dos Trabalhadores (UGT). Retomada - “Todos os atos do governo Temer acabam batendo contra a ideia da retomada do crescimento,...
O vice-presidente do Tribunal Regional Federal da 2ª Região, Guilherme Couto de Castro, manteve nesta terça-feira (9) a decisão que suspende a posse da deputada Cristiane Brasil (PTB-RJ) como ministra do Trabalho. O juiz negou o recurso da AGU (Advocacia-Geral da União), que tentava derrubar a liminar para realizar a posse da deputada. A liminar que impede a posse foi deferida na noite desta segunda-feira (8) pelo juiz Leonardo da Costa Couceiro, da 4ª Vara Federal de Niterói. Castro considerou que a decisão deveria ser mantida. O vice-presidente decidiu o ...


Aliada de Temer, Cristiane Brasil assumirá o Ministério do Trabalho
A posse da deputada federal Cristiane Brasil (PTB-RJ), como titular do ministério do Trabalho e Emprego, está marcada para as 15h do dia 09 de janeiro, nas dependências do Salão Leste do Palácio do Planalto. A nomeação foi publicada na edição de 4/01 do Diário Oficial da União. Entre os convidados, presença de lideranças sindicais, como o presidente da União Geral dos Trabalhadores, Ricardo Patah, que também preside o Sindicato dos Comerciários de São Paulo, maior entidade sindical brasileira. O cargo de ministro do Trabalho estava vago desde 27 de dezembro, quando Ronaldo Nogueira (PTB/RS) deixou o posto para retomar o cargo ...

Cadê o emprego, Temer?
O Ministério do Trabalho divulgou na quarta-feira (27/12), os dados do CAGED (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), e o resultado foi que a nova legislação trabalhista, tão propagada pelo (des)governo Temer e pelo empresariado, capitaneado pela Fiesp – Federação das Indústrias de São Paulo, não surtiu o efeito desejado: Foram exatos 12.292 postos a menos de trabalho no mês de novembro/2017. Esse resultado somente não foi pior tendo em vista que o setor do comércio - em virtude do natal, contratou mais do que demitiu. Mas o que nos preocupa é que a agricultura, a indústria de transformação e a construção c...