MP que ajusta desmonte da CLT mantém e reforça maldades da reforma, diz Diap Publicado dia 17/11/2017 MP que ajusta desmonte da CLT mantém e reforça maldades da reforma, diz Diap O governo publicou terça (14), em edição extra do Diário Oficial da União, a Medida Provisória 808/17, que faz ajustes na reforma trabalhista em vigor desde o dia 11. A MP cumpre promess...
O presidente Michel Temer assinou, em 14 de novembro, medida provisória (MP) que altera pontos polêmicos e impopulares da nova legislação trabalhista. A publicação aconteceu com atraso de quase quatro dias, já que a promessa do Governo era publicar junto com a entrada em vigor do texto da reforma que aconteceu no sábado. Com a publicação da MP no Diário Oficial da União (DOU), os ajustes passam a valer imediatamente. Agora, o Congresso terá seis meses para analisar os ajustes promovidos, que podem ser aprovados ou não. Após a publicaç&...
O presidente da União Geral dos Trabalhadores (UGT), Ricardo Patah, participou nesta terça-feira (14/11) do Seminário de Formação Sindical - Reforma trabalhista, lei e ações para seu enfrentamento, organizado pela FETRACOM (Federação dos Trabalhadores do Comércio do Pará e Amapá). Ele explanou acerca das perspectivas da central sindical mediante a nova lei trabalhista e a reforma da previdência, seus impactos e prejuízos aos trabalhadores. Durante todo o dia, líderes sindicais e representantes de entidades da sociedade civil falaram sobre o tema. ...


38 anos de lutas: Reforma trabalhista traz de volta a escravidão
No mesmo dia em que comemoramos 38 anos de luta do Sindicato dos Empregados em Clubes e Federações Esportivas do Rio Grande do Sul (SECEFERGS) – 13 de novembro -, causa revolta a vigência da reforma trabalhista, aprovada em julho e validada agora. A nova legislação ataca direitos trabalhistas, como férias, jornada, horário de almoço e proteção em locais insalubres. Também impõe mudanças prejudiciais nas regras de processos judiciais. Se o trabalhador mover uma ação, ele pode sair com dívidas, o que pode fazer com que ele desista de apelar judicialmente por direitos como horas extras, danos morais e adicional p...

Reunião com dirigentes da UGT, FMI se compromete a acompanhar de perto impactos das reformas governo
Na manhã de terça-feira, 7 de novembro, a União Geral dos Trabalhadores (UGT) recebeu, em sua sede nacional, em São Paulo, representantes do Fundo Monetário Internacional (FMI). O objetivo do encontro foi a entidade internacional conhecer a visão e as preocupações da Central em relação à reforma trabalhista, aos problemas de desigualdade e à situação econômica e política brasileira atual. “O Brasil não tem problema financeiro com o FMI, mas, como país-membro do Fundo, recebe uma visita técnica anual para produção de um relatório sobre a economia brasileira a partir de ...